Catedral de Sal – Zipaquirá (Colômbia)

Olá, pessoal!!

Continuando os relatos da minha viagem à Colômbia em novembro de 2014, dediquei esse post à Catedral de Sal, construída a 180m abaixo da terra e considerada a 1ª maravilha da Colômbia. Ela fica em Zipaquirá, município a 25km de Bogotá. Fiquei impressionada com a beleza e com as obras esculpidas nas pedras de sal! Foi um dos pontos altos da viagem à Colômbia!

COMO CHEGAR?

Estávamos hospedadas em Bogotá, no Hotel B3Virrey, o qual nos ofereceu um pacote com translado, almoço e outros pontos turísticos por160.000 pesos (R$270,00) por pessoa. Achamos caro, por isso optamos por fazer o caminho tradicional de ônibus. Na estação Virrey, pegamos o Transmilênio (ônibus BRT, com faixa exclusiva) até o terminal Puerta del Norte (1.800 pesos – R$3,00 – por pessoa no horário de pico). Lá pegamos um ônibus intermunicipal (4.300 pesos – R$7,15 – por pessoa) que nos deixou no centro de Zipaquirá. Fomos caminhando até a estação de trem, onde pegamos um táxi (4.000 pesos – R$6,70) até a entrada da Catedral. Assim, nosso translado, ida e volta, saiu por 16.200 pesos (R$27,00) por pessoa.

ATRAÇÕES DA CATEDRAL DE SAL

Entrada Catedral de Sal

Ela faz parte de um complexo que inclui uma série de atrações. Eles oferecem vários pacotes, escolhemos o que tem a Catedral de Sal com guia, o filme 3d, o show de luzes e a rota dos mineiros. Esse pacote custou 29.000 pesos (R$48,00) para mim e 21.000 pesos (R$35,00) para a minha mãe, por ser maior de 60 anos.

  • Visita guiada pela Catedral – foi por onde começamos. Ela é bem longa e com algumas subidas bem fortes, o que complica um pouco para aqueles que não têm um bom preparo físico e para muitos idosos. Mas minha mãe conseguiu!
    Catderal de Sal

    Escultura de sal
  • Show de Luzes – ao longo de todo o passeio pela Catedral, as luzes e os sons dão um show a parte, exaltando ainda mais esse ícone da cultura e da Arquitetura da Colômbia. São várias obras de arte esculpidas em pedras de sal e iluminadas com LED. Muito lindo!
Show das luzes
  • Filme Nucuman em 3D – Aproveitamos a sessão do filme Nucuman no cinema 3d para descansar.
  • Rota do mineiro – visita guiada com o objetivo de simular a experiência de um mineiro em sua atividade. Para entrar na mina de sal, tem que se equipar com capacete e lanterna de cabeça, já que muitos caminhos são estreitos e há muita escuridão. É muito legal e imperdível, pois o guia vai contando a história da mina e daqueles que trabalhavam lá extraindo o sal que, naquela época, valia muito, além de dar explicações sobre as camadas geológicas que compõem a mina.
Túnel de entrada na mina da Catedral de Sal
Equipadas para o tour da rota dos mineiros
Desbravando a mina
Ferramentas dos antigos mineiros

Seguem alguns outros atrativos do complexo:

  • Parque Temático do Sal – 23 hectares de área verde, rodeada por natureza e áreas para relaxar e para praticar esportes.
  • Muro de escalada – é o maior da Colõmbia e sua estrutura é inspirada em uma esppécie de árvore, “Ceiba”, conhecida por ser alta e forte.
Paredão de escalada
  • Lojinha de artesanatos e souvenirs
  • City tour – finalizado o passeio pelo complexo da Catedral de Sal, descemos no trenzinho turístico (3.000pesos – R$5 por pessoa), que circula pelo centro histórico de Zipaquirá, explicando a história das construções e alguns costumes, e vai até a estação de trem da cidade.
Trenzinho turístico

Paramos em uma lanchonete perto da estação e pedimos 1/4 de frango com batatas. Achei muito interessante, pois eles nos dão umas luvas de plástico para comermos com as mãos. O frango vem com arepas, uma panquequinha (massa de pão a base de milho) que eles usam como acompanhamento. Infelizmente, não registrei o nome da lanchonete.

O passeio, foi uma delícia e saiu bem em conta: 48.200 pesos (R$80,00) para mim e 40.200 pesos (R$67,00) para a minha mãe, maior de 60 anos, já incluindo o transporte. Foi quase um quarto do valor do pacote oferecido pelo hotel. Recomendo muito!

Uma dica valiosa: se comprar algum souvenir de sal ou pegar de lembrança alguma pedrinha da mina, não colocar dentro ou sobre móveis de madeira, pois a pedra vai perdendo a água que estava no sal, danificando a madeira. Falo por experiência própria, pois estragou meu móvel novinho!

Até a próxima e continuem acompanhando os outros posts da Colômbia!

 

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s