Barcelona: da Praça da Catalunha até a Vila Olímpica

Olá, pessoal!

Tive o prazer de visitar Barcelona em duas ocasiões bem distintas: no inverno de 2006 e no verão de 2010. A primeira visita ocorreu em meio a um mochilão de 30 dias pela Europa, junto com Mari e Manú, duas queridas amigas que viveram comigo em Londres. Era nossa viagem de despedida da estadia londrina. Apesar de termos sido pegas por muito frio e chuvas, conseguimos conhecer as atrações principais da cidade. Mas fiquei com gostinho de quero mais e curiosa para conhecer o fervoroso verão de Barcelona, por isso resolvi voltar em agosto de 2010 com minha mãe.

Barcelona é uma das principais cidades espanholas, mas não é a capital do país, já que essa é Madri. Porém, é a capital de uma importante região do país, a comunidade autônoma da Catalunha, a qual tem até um idioma próprio: o catalão. Mas não se preocupem, podem usar seu “portunhol” lá, pois quase todo mundo fala espanhol.

Nas minhas duas passagens por Barcelona visitei, basicamente, as mesmas atrações turísticas, as mais conhecidas. Vocês podem estar se perguntando o porquê de eu repetir os pontos turísticos, mas não tinha como ser diferente, já que foi a primeira vez da minha mãe em Barcelona e não podia deixar de levá-la até as atrações mais famosas de Barcelona. Confesso que não foi nenhum sacrifício, pois todas elas são maravilhosas e merecem diversas visitas. Relatarei os locais que visitei usando um mix de fotos de 2006 e 2010 para ilustrá-las.

Meus relatos sobre Barcelona serão divididos em três posts. No primeiro passarei informações gerais da cidade e falarei dos pontos turísticos que visitei em uma roteiro que vai desde a Praça da Catalunha até a Vila Olímpica. O segundo será dedicado especialmente à Barcelona de Gaudí, com suas exuberantes obras: a Sagrada Família, o Parc Güell, a La Pedrera e a Casa Batló. E, por fim, um último com a Praça Espanha, o Museu de Arte Nacional da Catalunha, a Fundação Joan Miró, a região do Montjuic e as minhas experiências na noite da capital Catalã!

COMO CHEGUEI A BARCELONA

Em nenhuma das duas visitas eu fui de avião. Na primeira, em 2006, cheguei com minhas amigas de trem, após uma longa e cansativa viagem de mais de doze horas, com direito a 2hs de conexão em Port Bou. Nosso ponto de partida havia sido Paris. Esse mochilão foi todo feito de trem com o passe do Rail Europe.

Na segunda vez, cheguei com minha mãe de ônibus, após sairmos de Marseille, na França, em um ônibus noturno. A viagem acabou sendo mais longa e cansativa do que prevíamos. Ainda no início da viagem, o motorista, alegando que já havia passado da hora limite dele trabalhar, parou o ônibus no meio do nada e ficamos lá por 3 horas, até que a empresa mandou outro motorista para substituí-lo. Além disso, o aquecedor estava muito forte e o calor estava insuportável. Mas, no final, deu tudo certo e chegamos ao terminal de ônibus Barcelona Nord.

HOSPEDAGEM

Minhas amigas mochileiras e eu, em 2006, ficamos hospedadas em um albergue que tinha toque de recolher, ou seja, tínhamos que voltar até, no máximo, 22:00, se não só poderíamos entrar após às 7:00. Isso não nos estimulou muito a ir para a balada. Era o Backpackers BCN, cuja diária custou €11,75, com café da manhã. Mas não indico, pois ninguém merece não poder aproveitar a noite por causa do toque de recolher.

Já em 2010, com a minha mãe, fiquei hospedada no Mediterranean Hostel, cuja diária nos custou €66.75. Minha mãe queria ficar em um hotel, mas chegamos em um meio termo e nos hospedamos nesse hostel em um quarto privado, pois eu queria conhecer gente para ir para a balada.

DA PRAÇA DA CATALUNHA ATÉ A VILA OLÍMPICA

  • Praça da Catalunha – é a maior praça de Barcelona e tem uma posição bem central, sendo o ponto de partida da famosíssima Las Ramblas.  É rodeada por estabelecimentos comerciais, bares, restaurantes e hotéis. Serve de local de shows e de celebrações.
Praça da Catalunha (2010)
  • Las Ramblas – é a via de ligação entre a Praça da Catalunha e o Porto Velho, mais especificamente na rotatória onde fica o Monumento a Colón. É uma rua de pedestre bem larga e muito movimentada. São diversos os restaurantes e os bares ao longo da via, muitos deles colocam mesas na rua, sendo o local ideal para sentar e observar o movimento. O comércio nela também é bem forte, seja pelas grandes lojas e lojas de departamentos, como as barraquinhas de artesanatos e souvenirs e os “ambulantes” que dividem os espaços da via com os pedestres e com os artistas de rua. Vale muito a pena também se “perder” por suas ruas transversais. Infelizmente foi o local de um terrível atentado terrorista recentemente (17/08/2017), no qual diversas pessoas foram atropeladas por uma van, deixando diversos mortos e feridos.
Las Ramblas (2010)
  • Bairro Gótico (El Gotic) – entrando pelas ruazinhas transversais de Las Ramblas, na direção Norte (ou Nordeste), chega-se a esse que é um dos bairros da “Cidade Velha” e que possui como estilo construtivo predominante o Gótico, por isso o nome. Porém, não são construções medievais, período em que a arquitetura gótica predominava. A região foi restaurada no início do século XX, quando muitos prédios ganharam características góticas, o que fez até o nome do bairro mudar, já que antes se chamava Bairro da Catedral por ser onde se localiza a Catedral de Barcelona (Catedral da Santa Cruz e da Santa Eulália). Senti um clima bem diferente da Barcelona “moderna”, o que não é um ponto negativo,pelo contrário, adorei! Nos “perdendo” pelas ruelas, acabamos encontrando praças charmosíssimas, prédios públicos (a Prefeitura, por exemplo), além de lojinhas, bares e restaurantes.

Em 2006 encontramos uma figura muito louca que estava parada em uma das praças do bairro, com uma cara de sério e uma placa pendurada no seu pescoço, com uma engraçadíssima frase escrita em inglês que dizia: “Quero transar, mas sou tímido”. Não podíamos deixar de registrar!

Rapaz com cartaz no Bairro Gótico (2006)
  • Museu Picasso -situado em cinco palácios na Carrier Montcada, foi fundado em 1963. Há um destaque para a série “Las Meninas”. Antes da visita, o ideal é conferir no site as exposições e o ingresso.
Museu Picasso (2010)
  • Porto Velho – é a área do antigo Frente Marítimo e foi revitalizada para os Jogos Olímpicos de 1992, transformando-se em uma maravilhosa área para comércio, atrações culturais e diversão. Caminhando por seu calçadão (Rambla del Mar), nos deparamos com uma marina, barraquinhas de lanches e algumas esculturas, uma delas bem diferente: um caramanchão em forma de lagosta.
Marina do Porto Velho (2010)
Hora do lanche no Porto Velho (2010)
Caramanchão em forma de lagosta no calçadão na Rambla del Mar (2006)
Escultura no Porto Velho (2006)
  • Monumento a Colón – é uma colunata em homenagem a Cristóvão Colombo que foi construída e implantada de modo que Colombo fique apontando para as Índias, mas dizem que ele está apontando para o lado errado.
Monumento a Colón (2010)
  • Praia de La Barceloneta – é a praia urbana mais badalada da cidade. Ideal para saber qual a programação das baladas da noite, pois é cheia de gente distribuindo flyers das festas. Mas não foi essa a imagem que tive em 2006, pois, devido ao frio e à chuva, a praia estava deserta.

Em relação à beleza natural, essa praia do Mar Mediterrâneo não tem muita coisa, um vasto areal, com rochas de contenção artificial, parecendo um aterro.

Praia de La Barceloneta (2010)

A estrutura física é bem legal, pois têm containers com banheiros, inclusive acessíveis, locais para aluguéis de barracas e cadeiras, barraquinhas de lanches e bares de praia.

Containers de banheiros da praia de La Barceloneta (2010)

A orla possui um calçadão largo e marcado por esculturas, como a “La Ballena”, uma estrutura gigantesca em formato de baleia.

La Ballena (2010)
  • Vila Olímpica – bem perto da praia de Barceloneta, junto do Porto Olímpico, fica a região dos prédios que serviram de dormitório para os atletas que participaram dos Jogos Olímpicos de Verão de 1992. Atualmente, são condomínios residenciais e, ainda hoje, a região é conhecida como Vila Olímpica.
Vila Olímpica (2010)

Querem saber mais sobre Barcelona?! Aguardem os próximos posts!

Até logo!

 

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s